sobre o que não pode voltar atrás, que nem o banimento desfaz. pedras presas no moinho pingando sangue batido, outros tempos, outros carnavais


e sobre coisas ocultas, lindas e sujas, toda “vã” e toda “Filosofia”, e talvez toda a experiência de vida e morte e tudo mais: teria tudo isso mais valor do que aquilo que sempre me tiram? Me levam? Que me traz?


vazio espremido no meio de tanto acontecido, abaixo daquilo que não se deve nomear. a verdade é que escondo nesse mesmo fundo, ora poço, hoje não mais, que mesmo sem rima e sem prumo,não há nada que eu precise mais.


...


Nada me falta. Lê baixinho pra o universo não ouvir e resolver me devolver ao domínio do lado negro da Força . Saravá 3x =]

2 Response to

22 de outubro de 2010 11:41

Gostei muito. Principalmente do final. Parabéns.

"Nada me falta. Lê baixinho pra o universo não ouvir e resolver me devolver ao domínio do lado negro da Força"

bjs.

23 de outubro de 2010 09:41

Obrigada, Paulo! Star Wars é muito amor nessa vida

 

Labels

Copyright © 2009 lo increible y lo frágil que es todo All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Anshul Theme By- WooThemes