Deixo pro meu bem


Escreveria mil versos agora. Poderia fazê-lo. Contudo, a mim, pareceria falso.

.

A vc meu bem, desejo tudo o que palavras as não se prestam.

.

Aqui elas são inúteis. Como descrever o que se sente? Como sentir num pedaço de papel?

.
.

Deixo pro meu bem a promessa de horas de espera, tardes curtas e sussurros no ouvido.

.

Deixo pro meu bem olhares incrédulos, abraços desajeitados, denguinhos e doces.

.

Deixo pro meu a certeza de queixas intermináveis, essas que duram a eternidade dos poucos segundos que precedem a saudade no exato instante que ela está pra terminar. Quando meu bem abre a porta, e tudo se esvai. O resto eu nem sei mais.

.

Deixo tudo pro meu bem com a esperança de que aproveite o tempo que nos e dado, enquanto ele nos basta.

.

Esse meu bem.... esse bem que nem é dela, dessa mocinha tão simples, tão bege, tão boba, tão besta.

2 Response to Deixo pro meu bem

14 de março de 2009 18:28

adoro os finais dos seus textos. parece a cerejinha do sundae que você guarda pro final.

10 de setembro de 2009 18:00

ótimo texto!!!!!
adorei!

 

Labels

Copyright © 2009 lo increible y lo frágil que es todo All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Anshul Theme By- WooThemes